Vivendo no Canadá, brasileiro campeão do BFL mira UFC

Por Lucas Rodrigues e Léo Frias

O Brasil é um grande celeiro de campeões no MMA. Campeões estes que estão espalhados por todos os 7 continentes do mundo. É o caso de Caio Machado, mais conhecido como “Bigfoot”, lutador peso-pesado (até 120kg), que atualmente detém o cinturão da divisão no Battelfield Fight League, a maior liga de artes marciais mistas do Canadá.

Caio Machado é o atual campeão até 120kg do BFL MMA (Foto: MMA Sucka)

Natural de Presidente Prudente, interior de São Paulo, Caio Machado iniciou no Jiu-Jitsu, com o mestre Márcio Mendes e, posteriormente, ingressou no Muay Thai, quando passou a representar a academia Inside Hugo Gonçalves. No ano de 2015, Caio resolveu mudar-se para o Canadá e, assim, dar os primeiros passos no MMA. Apesar do início difícil, o atleta hoje se vê 100% adaptado e feliz no novo país:

“Eu cheguei em Vancouver há 5 anos. A vida no Canadá é bem diferente da que eu tinha no Brasil. Sou de uma cidade pequena e família grande. Acho que a grande diferença é essa. Estar longe da família, buscar tudo sozinho, por minha conta. No interior, todo mundo se conhece e, aqui no Canadá, eu era só mais um. Foi um choque no começo, mas fui me adaptando, buscando meu espaço e hoje me sinto feliz aqui.”

Caio e Hugo Gonçalves, seu primeiro treinador de Muay Thai (Foto: Danilo Maldonado)

Atualmente, o atleta também representa a bandeira da equipe canadense FKP MMA, onde treina. Após um período conciliando a rotina de lutador com outro emprego, hoje “Bigfoot” vive exclusivamente da luta. Dedicando a maior parte do seu dia aos treinamentos, o grau preto de Muay Thai se vê em franca evolução:

“De um ano para cá meus treinos vem melhorando diariamente. Quando cheguei aqui, eu tinha um outro trabalho, mas hoje vivo só da luta. Estou o dia todo na academia, me dedicando 100% à luta, seja treinando ou dando aula. Treino 5 horas por dia e são todos treinos muito duros, praticamente em todos os dias da semana, então nesse último ano tenho visto essa diferença positiva. Estou evoluindo muito todos os dias.” – conta.

Evolução esta que foi posta à prova em seu último combate. Em novembro do ano passado, o brasileiro foi escalado para disputar o cinturão peso-pesado do BFL, contra Justin Doege. Após 5 rounds, o brasileiro foi anunciado vencedor por decisão unânime, conquistando o título da divisão até 120kg do evento. Vitória que, para Caio Machado, marcou o seu “ponto de virada” no MMA:

“A sensação (de conquistar o cinturão do BFL) foi muito boa. É aquela sensação de dever cumprido. Dentro da luta, foi a que mais me senti confortável dentro do MMA. Minha jornada até então tem sido uma jornada de transição. Competia Jiu-Jitsu e Muay Thai separadamente e agora estava naquele processo de entender como funciona o MMA, me adaptar a ele, colocar tudo junto no meu jogo. Demorou um pouquinho, mas essa luta foi o meu ponto de virada. Me vi completo, consegui mostrar tudo.” – relembra Caio.

(Foto: Arquivo Pessoal)

Após alcançar o topo da divisão dos pesados (até 120kg), “Bigfoot” já planeja os seus próximos passos. O prudentino iniciou seu processo de descida de peso e já espera atuar nos meio-pesados (até 93kg) em sua próxima luta. Segundo ele, o objetivo é “flutuar” entre as duas divisões e assim abrir o leque de oportunidades:

“Até o momento eu vinha aprimorando minha parte técnica. Transicionando do Jiu-Jitsu, do Muay Thai, para o MMA. Trabalhando meu jogo e tentando entender o esporte como um todo. Hoje, me sinto bem, confortável nesse aspecto e agora chegou a hora de focar no meu físico. Quero estar mais forte, mais rápido, mais potente. Sentei com meu time, conversamos e concluímos que eu era um peso-pesado na média de altura, peso e estrutura física, mas que tinha potencial para perder esse peso extra, ganhando velocidade e sem perder força, assim podendo me destacar nos 93kg. Hoje meu foco é ficar entre as duas categorias, no meio da divisão, para abrir o leque. Estar onde a oportunidade estiver.”

Confiante, Caio Machado se vê bem perto de alcançar o seu principal objetivo no MMA, que é chegar ao UFC. Focado no objetivo, o lutador garante que estará pronto quando receber o chamado:

“A cada dia, a cada treino, a cada luta, sinto que estou mais próximo do UFC. Hoje, tento me posicionar em duas divisões que precisam de renovação, que são 93kg e 120kg. Em sua maioria, os atletas desses pesos já estão com uma idade avançada ou não estão mais conseguindo manter o mesmo nível de performance, então acho que a renovação vai vir e eu vou estar pronto.” – afirma “Bigfoot”.

Vivendo grande fase, o prudentino se vê perto do UFC (Foto: MMA Sucka)

O atleta ainda frisou a ascensão do BFL, que tem exportado muitos de seus lutadores para o UFC, inclusive na sua divisão de peso. Mirando agora o cinturão meio-pesado da organização, Caio acredita que o título de “duplo campeão” do evento possa ser seu passaporte para o Ultimate:

“O próprio BFL exportou vários caras para o UFC nos últimos 3-4 anos. Só nos pesados, em que sou campeão, eles tiveram um atleta contratado pelo UFC e outro que lutou no Contender Series, então a oportunidade vai aparecer. Acho que se eu disputar o título meio-pesado na minha próxima luta, talvez, conquistando os dois cinturões, eu chegue ao UFC. Acho que esse é o ‘ticket’ que preciso para chegar lá!” – finaliza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s