Do futebol ao MMA: Loibe Neto faz luta mais importante da carreira no Future 11

Por Lucas Rodrigues

Começar o ano com o pé direito. Este, sem dúvida alguma, é o desejo de todos nós. E se este início de ano ainda caminha devagar para alguns, para o atleta Loibe Neto 2020 já começou à todo vapor!

Invicto no MMA profissional com 4 vitórias, Loibe fará a luta mais importante de sua carreira nesta sexta-feira (17). O curitibano enfrentará o também invicto Gabriel Braga no Future MMA 11, naquela que será a primeira luta principal da carreira de ambos os atletas.

Loibe5

Para entender a trajetória de Loibe, precisamos voltar à sua infância. Ao falar sobre, o atleta logo recordou suas idas ao Circuito Militar para assistir ao lendário Meca. Foram aqueles combates de vale-tudo que fizeram Loibe, ainda criança, se apaixonar pelo mundo da luta:

“Eu sou de Curitiba, sempre fui apaixonado por luta. Lembro que ia assistir ao Meca quando criança. Desde aquela época eu peguei uma paixão muito grande por esse esporte. Dizia para as pessoas que queria e iria fazer aquilo um dia.” – conta.

Mas, apesar da paixão pela luta, o curitibano seguiu outro caminho. Influenciado pelo irmão, Loibe começou no futebol. Atuando como lateral, o jovem logo se destacou, chegando a ganhar uma bolsa para estudar no exterior:

“Eu jogava de lateral. Corria os 90 minutos, não parava nunca, era muito elétrico. E marcava bem também! Tanto que às vezes até jogava de volante. O último clube que joguei aqui no Brasil foi o CFZ (equipe do ex-jogador Zico), lá no Rio de Janeiro. Acabei indo bem e por isso ganhei uma bolsa de estudos. Fui para uma escola nos Estados Unidos fazer o highschool. Fomos a primeira “leva” de atletas que foi para lá nesse molde. Foi uma grande oportunidade porque aprendi a falar bem inglês.” – relembra Loibe.

Loibe7
Loibe foi jogador de futebol até seus 19 anos de idade

Após concluir o highschool, Loibe passou um período na Alemanha, onde não obteve o sucesso esperado. Já de volta ao Brasil, o atleta planejava um retorno aos Estados Unidos, desta vez para buscar uma bolsa na faculdade, o que também não ocorreu. Parecia que tudo estava conspirando para que Loibe Neto seguisse finalmente o caminho que sempre quis seguir:

“De lá (Estados Unidos), fui para a Alemanha. Joguei em divisões menores, mas acabou não dando certo e resolvi voltar para o Brasil. Fiquei aqui por um tempo e depois tentei retornar aos EUA, dessa vez com bolsa na faculdade. Fui para Miami, fiz os testes, tudo para dar certo, mas acho que Deus tinha outros planos para mim. A faculdade não “fechou” a bolsa e aí larguei tudo. Chega um certo momento na carreira de jogador em que você “vai ou não vai”. E foi nesse momento, aos 19 anos, que decidi largar tudo para fazer o que sempre fui apaixonado, que era a luta”.

E foi ainda nos Estados Unidos que Loibe deu seus primeiros passos no MMA. Um dia após desistir do futebol, o atleta começou a procurar por academias e foi parar na MMA Masters, equipe tradicional de Miami:

“Comecei a pesquisar por academias para treinar e a mais próxima que tinha era a MMA Masters. Lembro que no dia seguinte eu já estava lá treinando. Passei perrengue, aqueles que todos passam, mas foi assim que comecei. Logo no primeiro ano de treinos eu já fiz uma luta de MMA amador e foi aí que começou a minha carreira de vez.” – recorda.

Loibe4

Após sua primeira luta no MMA amador, ainda nos Estados Unidos, o curitibano resolveu retornar à sua cidade natal. Seu plano era de seguir mantendo um bom ritmo de lutas, mas uma lesão lhe afastou dos cages. Neste mesmo período, Loibe também foi pai. Um turbilhão de emoções, mas que não tiraram o seu foco no objetivo:

“Voltei para Curitiba e continuei lutando no MMA amador. Acabei sofrendo uma lesão e tive que operar o ombro. Fiquei 1 ano afastado e nesse período também virei pai. Foi um ano bom espiritualmente e psicologicamente falando (risos). Mas deu tudo certo!” – conta Loibe com muito bom humor.

Loibe3
Loibe e sua filha: inseparáveis

Curado da lesão, o lutador retornou aos Estados Unidos, onde passou um período treinando na Blackzilians, renomada equipe de MMA americana que já treinou nomes como Vitor Belfort e Rashad Evans.

Foi então que Loibe decidiu voltar ao Brasil para ficar de vez. Indicado por um amigo, ele foi parar na Evolução Thai, equipe a qual defende até os dias de hoje. Segundo ele, a decisão mais acertada de sua vida:

“Eu voltei para os EUA, em 2016, e fiquei treinando na Blackzilians durante esse período. Foi então que decidi retornar ao Brasil de vez. Quando cheguei aqui, um amigo meu falou que, se eu fosse para eu ficar no Brasil em definitivo, eu deveria ir para a Evolução Thai, do André Dida, pois era a melhor equipe do Brasil. Então eu fui lá, fiz o teste, passei e com certeza hoje vejo que estou de fato em uma das melhores equipes do mundo.”

Loibe6
Pela Evolução Thai, Loibe conquistou suas 4 vitórias no MMA profissional

O tempo passou e Loibe Neto se consolidou no MMA. Hoje, invicto com 4 vitórias, o atleta da Evolução Thai é considerado de forma unânime uma das principais promessas de sua divisão de peso no Brasil. Hoje, Loibe vive exclusivamente da luta. O que era um sonho distante, hoje é realidade:

“As coisas estão melhorando e estou conseguindo ser só atleta e pai (risos). Graças a Deus, vivo do esporte. Dou aulas particulares, não tenho do que reclamar. Gostaria só que sobrasse mais tempo para treinar de noite, pois minha rotina é treinar de manhã até o fim da tarde e depois o foco é totalmente minha filha e as aulas particulares”. – disse.

Loibe2
Vivendo exclusivamente da luta, Loibe se divide entre treinos, aulas e a criação da filha

Nesta sexta-feira (17), Loibe Neto estrelará a primeira luta principal de sua carreira. Contente com a oportunidade, o atleta garante ao público uma guerra no melhor estilo “Evolução Thai”:

“Eu estou muito feliz. É uma honra estar fazendo esse main event. Agradeço muito por essa oportunidade. Eu vou lá para fazer uma guerra, sair na mão mesmo. Deixar meu nome escrito!”

No próximo dia 17, Loibe Neto busca a 5ª vitória na carreira

Com muito bom humor, Loibe falou sobre suas metas em 2020. Com visto e passaporte em dia, o atleta brincou e disse que espera conquistar uma chance em eventos no exterior para manter o pagamento das bolsas em dólar:

“Minha meta para 2020 começa por sexta-feira. Quero fazer uma grande luta, deixar estabelecido o meu nome no cenário do MMA nacional. E por que não já ir para o LFA ou algum outro evento lá de fora? Passaporte, visto e principalmente as habilidades de luta estão em dia (risos). Talvez fazer mais lutas no Future, disputar o cinturão… a meta é manter a cifra do pagamento em dólar (risos). Não que eu lute por dinheiro. Eu amo esse esporte! Mas como trabalhamos muito duro, o suor tem que ser em dólar (risos)!” – finaliza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s