Brena Cardozo destaca importância da autodefesa para as mulheres: “Ajuda 100%”

Brena Cardozo é um dos principais nomes do Brasil quando o assunto é kickboxing. Com apenas 25 anos de idade e um futuro mais do que promissor pela frente, a lutadora treina desde a adolescência, quando se apaixonou pelas artes marciais e decidiu tornar do esporte um meio de vida. Natural da cidade de Itaboraí, no Rio de Janeiro, a lutadora falou sobre a procura cada vez maior do público feminino pelas artes marciais:

“A maioria das mulheres procuram as artes marciais para manter uma boa forma física, depois vão ganhando gosto e se interessam em querer lutar. A mulher costuma ser um pouco competitiva, então quando essa chama acende já era (risos).” – conta.

Crédito foto - Nathalia Rocha
Brena Cardozo ministra aulas de defesa pessoal para mulheres (Foto: Nathalia Rocha)

Além de atleta, Brena também ministra aulas de muay thai e defesa pessoal com exclusividade para mulheres. Com uma vasta experiência no ringue, a lutadora ostenta atualmente o título peso-pena do WGP, maior evento de luta em pé do Brasil e da América Latina. De olho em desafios na carreira, Brena destacou a importância de duas atletas brasileiras que servem de inspiração não só pra si, como para tantas outras meninas:

“A Cris Cyborg e a Amanda Nunes são espelhos para muitas lutadoras (inclusive para mim) no Brasil. Nos fazem acreditar que é possível chegar e sentar ao lado da “cadeira do mesmo escritório” (risos).”

Crédito foto - WGP
A lutadora atualmente detém o cinturão do WGP, maior evento de Kickboxing da América Latina (Foto: WGP)

Casos de violência contra a mulher são cada vez mais comuns no Brasil, país que sofre com índices alarmantes de criminalidade, seja no ambiente público ou doméstico. Lutadora do UFC, Polyana Viana já chegou a render um assaltante com uma imobilização, mostrando o quando o poder da autodefesa é importante para a mulher nos dias atuais. Questionada sobre o quanto a defesa pessoal pode ajudar uma mulher em uma situação de emergência, Brena exaltou a sua importância:

“Ajuda 100%. Claro que quando envolve armas letais, não tem o que fazer. Mas só com a força bruta do homem a mulher tem o total preparo para se defender quando treina alguma arte marcial ou no mínimo agir rápido para escapar do ato.” – diz Brena.

Em ritmo forte de treinos, Brena atualmente está negociando para fazer a sua primeira luta na artes marciais mistas ainda em 2019, além aguardar uma posição do WGP sobre a sua primeira defesa de título no evento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s