Anderson Berinja vai encarar Andre Ewell no UFC Greenville

Foto: UFC Divulgação

Por Leandro Mamute

O UFC Greenville marcará o retorno de um dos lutadores mais empolgantes da categoria dos galos, Anderson Berinja. O evento, que está marcado para 22 de junho, será o primeiro compromisso do brasileiro em 2019. O adversário, que vem de derrota no UFC 232, será o americano Andre Ewell.

A estreia de Berinja, apesar da derrota por decisão, deixou uma ótima impressão no Ultimate Fight Championship.

Faltando 11 dias para o UFC Argentina, que aconteceu em 17 de novembro de 2018, o lutador da Babuíno Gold Team, recebeu o convite para substituir o adversário de Nad Narimani, oportunidade que Berinja abraçou. O lutador não teve o braço erguido no fim da luta, mas foi ovacionado pelo público por ter demonstrado muita garra. Berinja havia defendido o cinturão dos galos, no Thunder Fight, 14 dias antes do UFC Argentina, em combate duríssimo de três rounds com Aleandro Muça, com vitória de Berinja por decisão unânime.

“A minha estreia foi boa, apesar da derrota. Eu sempre subo no cage para vencer, mas devido as circunstâncias, encarei de igual para igual um cara da categoria de cima, que teve um tempo longo de camp. Trocamos porrada o tempo todo, ele sentiu a minha mão e eu também senti a mão dele. Eu tinha defendido meu cinturão no SFT a poucos dias e ainda não tinha me recuperado a tempo do corte de peso. Na estreia lutei nos penas, mas no próximo combate retornarei a minha categoria, a dos galos. Estou pronto para vencer.” – revela

be3
Em sua estreia no UFC, Berinja travou uma guerra e, mesmo com a derrota, impressionou positivamente a organização (Foto: UFC)

O retorno ao octógono do UFC terá um intervalo de sete meses, o que causou uma ansiedade nos fãs do lutador brasileiro que, após a grande estreia, era questionado sobre a demora de seu segundo compromisso no maior evento de MMA do mundo.

“Realmente muitas pessoas me perguntavam sobre meu retorno. Nós tentamos no UFC Fortaleza, infelizmente não rolou. Tentei também o UFC Rio, mas o card fechou muito rápido e acabei não entrando. Graças a Deus surgiu essa luta nos EUA, contra o Ewell, e já estou acostumado a lutar por lá. Eu estou pronto sempre, poderia ser daqui a 15 dias que eu aceitaria, é só trabalhar para cortar o peso.” – conta

O Pupilo de Marcos Babuíno fará todo seu camp no Brasil, na Babuíno Gold Team, com a certeza de que fará diferente em relação a sua primeira luta Ultimate.

“Farei meu camp no Brasil, aqui tenho ótimos professores também. Desde que retornei dos EUA, no Team Oyama, que é minha segunda casa, la na Califórnia, aprendi muita coisa e procurei trazer isso para o Brasil. Aqui Treino a parte de wrestling com o Alemão, parte em pé com o Ney do boxe, grappling e MMA em geral com meu mestre Babuíno…tenho certeza que será o melhor camp da minha vida.” – conta

be1
Berinja e seu mestre Babuíno (Foto: Arquivo pessoal)

O adversário, que possui 14 vitórias e cinco derrotas em seu cartel, é o lutador da APEX MMA, Andre Ewell, de 30 anos. Com mais altura, Ewell tem 1,80m enquanto Berinja mede 1,67m. O americano tem 50% das suas vitórias por nocaute, sendo assim, um oponente perigoso quando consegue trabalhar a distância.

“Meu oponente é um cara duro, como todos que são do UFC. Ele possui qualidades para estar lá, por isso é necessário estar sempre ligado. O Ewell venceu o Renan Barão no UFC São Paulo, por decisão dividida, logo na primeira luta dentro do Ultimate. Já estive no mesmo card que ele, no King of The Cage. Também vi algumas lutas dele no LFA, agora estamos disputando o mesmo espaço.” – revela

be5
Anderson Berinja vai em busca da sua primeira vitória no Ultimate (Foto: UFC)

Das 20 vitórias de Anderson Berinja, 11 delas foram por finalização. Vale lembrar que a última derrota de Andre Ewell, para Nathaniel Wood, foi desta maneira. O americano acabou sendo finalizado no terceiro round, e amargou sua primeira derrota no Ultimate.

Se sentindo confortável tanto em pé quanto na luta de solo, Berinja está pronto para encarar qualquer cenário, depois que a porta do octogono fechar.

“Ele é mais alto, um bom striker. Mas, eu também sei trocar porrada, porém, irei usar a inteligência, esperando a oportunidade certa na luta. O público pode esperar o melhor Berinja de todos, sempre agressivo e preparado. Tenho certeza que chegarei no meu melhor. Meu treino está sendo o mais completo até hoje. Estou bem, sem lesões e com a experiência de 27 lutas no cartel sendo um ponto positivo para buscar minha primeira vitória no UFC.” – finaliza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s